R Estado de Israel, 178 - Vila Clementino - Sao Paulo - SP - 04022-000

0800 7746600

R Estado de Israel, 178 - Vila Clementino - Sao Paulo - SP - 04022-000

Notícias

, ID:161
01 Jul 2021

Piora das doenças respiratórias no inverno

As temperaturas baixas do inverno trazem com elas um aumento nos casos de gripe, resfriado e complicações respiratórias. ⠀

Os vírus que causam a gripe, por exemplo, também são responsáveis pelos resfriados, a versão mais branda da enfermidade, com coriza, tosse e faringite. No caso mais grave, da gripe, febre alta, calafrios e dor de cabeça são frequentes. Já com crianças, os sintomas podem variar, como diarreia, vômitos e até dor no abdômen. ⠀

Importante lembrar que o frio em si não é o causador dessas doenças, mas sim o aumento das infecções virais, tempo seco, poluição e ambientes fechados que não são arejados, ajudando na proliferação de ácaros, vírus e bactérias.⠀

Por isso, deixe janelas abertas de manhã, lave cobertas e agasalhos no início da estação e use de métodos que umidifiquem os ambientes da casa.⠀
+ Saiba Mais
, ID:160
01 Jul 2021

Cuidados com a circulação: trombose

A trombose pode ser causada por diversos motivos, mas alguns fatores de risco, como sedentarismo, tabagismo, obesidade, uso de anticoncepcional e a própria gravide podem aumentar as chances de ter essa complicação. ⠀

Quando um coágulo sanguíneo é formado numa veia da perna ou coxa, há o bloqueio da passagem do sangue, causando dor e inchaço. Isso é a trombose, que pode se agravar para o caso desse coágulo se movimentar pela corrente sanguínea através de uma embolia, podendo chegar ao cérebro, pulmão ou coração. Quando isso ocorre, as lesões são maiores e pode levar até a óbito.⠀

O peso tem grande influência no desenvolvimento da trombose, já que as pernas ficam sobrecarregadas. Por isso, movimente-se para fazer o sangue sempre circular, mexendo os pés para cima e para baixo, se alongue sempre que possível e tenha hábitos saudáveis, como uma boa alimentação e rotina de exercícios físicos. ⠀
+ Saiba Mais
, ID:159
01 Jul 2021

A importância do acompanhamento de idosos

Sabemos que muitos idosos, seja pela saúde física ou mental, não podem ficar sozinhos ou realizar tarefas sem supervisão. O trabalho dos acompanhantes de idosos é fundamental para essas famílias, já que através desses profissionais eles têm sua higiene, medicação e refeições garantidas. ⠀

Além disso, podem acompanhá-los em passeios, auxiliar em casa e, o mais importante, socializar o idoso.

Supervisionados, eles podem ficar mais tranquilos com os cuidados e com a certeza de um atendimento digno, seguro e afetuoso.
+ Saiba Mais
, ID:158
01 Jul 2021

Benefícios da oxigenoterapia em domicílio

A oxigenoterapia consiste no suporte de oxigênio, seja de uso contínuo ou intercalado, através de equipamentos específicos. Esse tratamento geralmente é orientado para pacientes com doenças pulmonares ou respiratórias e pode ser feito em domicílio, auxiliando na questão de deslocamento para ambiente hospitalar. ⠀

Além disso, há os benefícios da comodidade e maior conforto, prevenção de doenças secundárias, menor chance de internação e facilitação para conduzir a fisioterapia. ⠀

Nesse processo em domicílio também é oferecido um montante extra de oxigênio, orientado por um médico. ⠀
+ Saiba Mais
, ID:157
08 Jun 2021

Importância do acolhimento e serviço humanizado

Qual o diferencial de um serviço em tempos de alta demanda e concorrência? Um trabalho realizado de forma humanizada e que prioriza o acolhimento e bem-estar do paciente sempre se destaca. ⠀

Essa humanização está relacionada ao respeito e empatia, no estabelecimento de vínculos entre a família e os profissionais e na assistência domiciliar em geral.⠀

Saber mais sobre os pacientes, além da ficha de saúde e histórico de exames, dar atenção às suas preocupações e conhecer o contexto que vivem são gestos que demonstram proteção e preocupação.⠀
Nesse momento entra a importância do diálogo, da abertura do profissional para a condição emocional do paciente, e o verdadeiro desejo de ajudar e potencializar o bem-estar.⠀
+ Saiba Mais
, ID:156
08 Jun 2021

Os benefícios da telemedicina para idosos

A pandemia inovou a forma de nos relacionar e isso atingiu também pessoas da terceira idade. A telemedicina se mostrou como uma boa alternativa para aqueles que são grupo de risco e veio para ficar. Essa modalidade permite que os idosos vivam no ambiente que escolheram, sem serem levados para casas de repouso, perdendo sua individualidade. ⠀

Apesar de algumas dificuldades de início para usarem os aplicativos, anexarem exames e receberem receitas de medicamentos pelo celular ou tablet, o telemonitoramento de pacientes parece ser uma das alternativas mais promissoras da área da tecnologia e saúde e poderá ser um fator decisivo na hora de comprar um plano de saúde.⠀
+ Saiba Mais
, ID:155
08 Jun 2021

Cuidados com a pele no inverno

As temperaturas estão caindo e o inverno está chegando. É comum deixarmos alguns cuidados de lado nessa época e, por isso, separamos algumas dicas:⠀

Banhos quentes demais estão proibidos! Além de poder queimar a pele, a água quente retira sua proteção natural e causa ressecamento. A temperatura ideal nessa fase é a morna, juntamente de sabonetes hidratantes e que podem nutrir a pele. ⠀

Tome água, muita água! Como transpiramos menos no inverno, é normal que a gente se esqueça de ingerir líquidos. Para não correr esse risco, tenha sempre uma garrafinha de água com você. ⠀

Use e abuse de hidratantes e óleos corporais. Não se esqueça que nossa pele é diversa e cada cantinho merece atenção: mãos, pés, lábios e rosto. Consulte um dermatologista para saber qual é a melhor opção para você. ⠀

O sol pode até não estar aparecendo muito, mas isso não significa que deva parar de usar filtro solar. A radiação nunca acaba e sua agressão ao corpo continua. ⠀

Soja, castanhas, nozes e amêndoas são ótimos aliados de uma dieta no inverno. Esses alimentos são ricos em isoflavonas, substâncias que evitam o ressecamento e melhoram a elasticidade da pele, além de vitamina E, selênio e antioxidantes.⠀
+ Saiba Mais
, ID:154
08 Jun 2021

Entenda os cuidados necessários com a infecção urinária

A infecção urinária pode acometer qualquer pessoa em qualquer idade, mas possui alguns fatores específicos que podem facilitar o problema. Mulheres possuem a uretra mais próxima do ânus que os homens, o que favorece a entrada de microrganismos no trato urinário. Diabéticos com a taxa de glicose descontrolada também são mais suscetíveis a terem infecção urinária, assim como homens acima dos 50 anos, devido ao crescimento da próstata e retenção de urina.⠀

Os cuidados para evitar a infecção urinária são simples e incluem consumo frequente de água, urinar após relações sexuais, cuidados com a higiene pessoal (lavar a região após evacuar), evitar roupas justas e que retenham calor e umidade, reduzir o consumo de álcool e tabaco e, no caso de mulheres, seguir a recomendação adequada da troca de absorventes descartáveis.⠀

Caso o indivíduo já esteja com infecção urinária, é importante visitar um/uma ginecologista ou urologista para receber o diagnóstico e tratamento adequados. Ademais, o organismo geralmente dá conta de combater as bactérias, mas é preciso redobrar a higiene íntima e melhorar o consumo de água.⠀
+ Saiba Mais
, ID:153
08 Jun 2021

É possível realizar exames em domicílio?

O serviço de homecare está em constante evolução para melhorar o atendimento de seus pacientes. Com isso em mente, a realização de determinados exames e domicílio é sim possível e até recomendável em alguns casos. ⠀

Principalmente nesta época de pandemia, a facilidade de poder monitorar o estado da saúde no conforto de casa é fundamental para conter as taxas de contaminação.⠀

Entre os exames que podem ser realizados em casa, estão os laboratoriais, de Doppler, eco e eletrocardiogramas, Holter 24 horas, infusões, monitorização ambulatorial de pressão arterial (MAPA), raio-X digital, ultra e polissonografia e RT-PCR de saliva.⠀

É necessário ter em mente que a disponibilidade de cada exame é variável e também pode depender das necessidades de cada paciente.⠀
+ Saiba Mais
, ID:152
08 Jun 2021

Relação entre pacientes e animais

A pet terapia, como é chamada a inclusão de animais na rotina de pacientes, tem se tornado cada vez mais popular em hospitais e atendimentos domiciliares. ⠀

Os benefícios deste tipo de tratamento são observados desde 1955 e sua eficácia já foi provada em relação a alguns problemas de saúde específicos, como:⠀
  • Companhia para crianças com transtornos como autismo e hiperatividade. No primeiro caso, desenvolve o convívio social por meio do contato com os animais e diminui comportamentos negativos. Já em relação à hiperatividade, a presença dos animais acalma as crianças e as entretém de forma saudável, podendo reduzir o uso de remédios.⠀
  • Os benefícios da terapia com animais em idosos é bem mais clara em relação à doenças como o mal de Alzheimer, diminuindo o impacto emocional do transtorno e os quadros de agressividade e frustração. ⠀
  • No tratamento contra o câncer, os pacientes enfrentam rotinas pesadas de quimio e radioterapia. Neste cenário, a presença de animais proporciona alívio da dor e desconforto, amparo emocional, redução da ansiedade e também sintomas depressivos.
  • Nesta mesma linha de raciocínio, a pet terapia também é bem-vinda nos tratamentos contra depressão e ansiedade. O contato com os animais liberam diferentes hormônios do bem-estar e também regulam o estado de alerta dos pacientes, reduzindo o estresse. Nos quadros de depressão, as atividades ligadas à rotina dos animais também “obrigam” os pacientes e estarem em contato social constante, diminuindo a sensação de desamparo.⠀
  • Por último, uma pesquisa relacionou a pet terapia com tratamentos de doenças cardíacas, realizada pela Baker Medical Research Institute (EUA), atestou que donos de cães e gatos apresentam taxas menores de colesterol e triglicérides que aqueles que não tinham animais. Ambas as taxas favorecem a aterosclerose, formação de placas que entopem as artérias, possibilitando infartos e outros problemas no coração.⠀
+ Saiba Mais
, ID:151
08 Jun 2021

Você sabe o que são doenças hipocinéticas?

Doenças hipocinéticas contemplam todos os problemas de saúde derivados de hábitos prejudiciais, principalmente em relação a má alimentação, sedentarismo, estresse, insônia e consumo excessivo de álcool e tabaco.⠀

A lista das doenças hipocinéticas é extensa e pode envolver fatores genéticos também. As mais conhecidas e frequentes são o diabetes, hipertensão, obesidade, depressão, doenças cardiovasculares, atrofia muscular, problemas de visão e alguns tipos de câncer, entre outros.⠀
Por ser um grupo amplo, a forma de prevenção contra as doenças hipocinéticas também é geral, mas vale reforçar: cuidados com a alimentação, atividade física regular, consultas e exames médicos sempre que necessário e/ou possível. Em tempos de uso excessivo de aparelhos tecnológicos e estresse, vale também indicar contato e contemplação da natureza, exercícios de respiração, yoga e meditação.⠀

Com relação aos tratamentos, as abordagens podem ir desde terapia ocupacional até cirurgias e uso de medicação para o resto da vida. Apenas o médico da área responsável pela doença diagnosticada pode determinar quais cuidados são indicados para cada paciente.⠀

Mudanças simples no cotidiano são fundamentais para determinar nosso estado de saúde no futuro. Não se negligencie e cuide direito dos pequenos detalhes para garantir felicidade e bem-estar para si e as pessoas ao seu redor.⠀
+ Saiba Mais
, ID:150
08 Jun 2021

Como funciona o suporte farmacêutico?

O suporte farmacêutico é uma divisão fundamental no serviço de homecare. Os profissionais são responsáveis pelo armazenamento adequado de cada medicamento, assim como a verificação frequente das condições dos fármacos, validade e interações medicamentosas.⠀

Em suma, o farmacêutico é encarregado pela aquisição, estoque, organização, chegada e orientação sobre cada um dos medicamentos dos pacientes.⠀

O serviço é feito por meio de um farmacêutico em nossa base, que cuida dos medicamentos de cada um dos nossos pacientes, principalmente os que exigem ingestão e aplicação constante. Este cuidado também minimiza o risco da administração inadequada de fármacos.⠀

Principalmente nos casos em que os responsáveis não podem dedicar 100% do tempo aos cuidados dos pacientes, ou quando não há estrutura emocional, o homecare oferece todo o serviço necessário ampliado inclusive à aquisição, cuidados e orientação sobre os remédios.⠀

Desta forma, o conforto e bem-estar dos pacientes e responsáveis são reafirmado e tornam possível uma relação entre eles mais leve e descontraída, com foco no fortalecimento emocional.⠀
+ Saiba Mais
« Voltar
slogan.jpg